Entrada > Notícias > After-COVID: Up Tourism Talk

After-COVID: Up Tourism Talk

Os estudantes do 2.º ano dos CTeSPs de Animação Turística e de Turismo e Informação Turística promoveram este evento que contou com a presença de cinco empresas e um centro de inovação em turismo.


No passado dia 23 de novembro de 2021, da parte da manhã realizou-se, no âmbito da Unidade Curricular de Produtos e Mercados Turísticos, o evento “After Covid-19: Up Tourism Talk” organizado pelos estudantes do 2.º ano dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais de Animação Turística e de Turismo e Informação Turística, sob a coordenação das docentes Benedita Barros e Mendes e Teresa Mendes.

O evento contou com a presença dos representantes de cinco empresas portuguesas e um centro de inovação em turismo, que criaram, adaptaram e/ou conseguiram assegurar a manutenção dos seus produtos turísticos no mercado, durante o período de pandemia vivenciado em Portugal, desde março de 2020.

No evento estiveram presentes mais de uma centena de participantes, entre os quais docentes, não-docentes e estudantes da ESHT. A abertura do evento foi assegurada pela Dr.ª Mónica Oliveira, Vice-Presidente da ESHT. A sessão contou com duas mesas, correspondendo a cada uma três oradores.

A primeira mesa, moderada pela Dr.ª Paula Pereira, contou com a presença de 1) Isabel Neto e Nuno Relvas, cofundadores da agência de viagens LevarTravel, abordaram o surgimento da empresa durante o período de pandemia e os principais pilares da mesma (sustentabilidade e nas viagens regenerativas), visando a importância do impacto positivo que o visitante pode ter no destino turístico; 2) de Ricardo Figueiredo, cofundador e diretor de operações da empresa LUGGIT (online), que apresentou a sua empresa, que tem como base uma aplicação digital que encontra soluções seguras para os hóspedes que pretendem guardar as suas bagagens quando em viagem, referindo que a pandemia, ao acelerar a transação de bens através das aplicações digitais, contribuiu para o desenvolvimento desta área tecnológica; 3) Mafalda Ricca, fundadora e CEO da empresa X-Plora, que nasceu também durante a pandemia, e apresentou os seus produtos digitais, realçando a possibilidade de inovação de recursos turísticos através de conteúdos digitais, como a realidade aumentada e mundos imersivos. Esta CEO identificou ainda tendências futuras neste tipo de marcado, como o “extended tourism” e o “metatourism”.

Por sua vez, a segunda mesa de oradores, moderada pela Dr.ª Carla Melo, contou com a presença de 1) Pedro Ornelas, fundador da empresa WOW Hint, que apresentou um evento que criou durante a pandemia, de seu nome CIGA, onde foram exibidos filmes com a envolvente gastronómica, dando a oportunidade de, ao longo do mesmo, se degustarem pratos, de acordo com o filme visualizado, em parceria com os restaurantes de Matosinhos. O objetivo do evento consistia na promoção da identidade de Matosinhos, enquanto território alimentar, e a sua marca World’s Best Fish; 2) Pedro Horigoshi, cofundador da empresa DINEE (online), que apresentou o seu modelo de negócio, nascido da necessidade de mercado durante a pandemia, criando um projeto assente na destituição especializada de meal kits, através dos quais os clientes têm a possibilidade de aceder a comida de qualidade confecionada por chefs, preparada na hora, procurando realçar a experiência de consumo no prato, em casa; 3) Marta Salvador, coordenadora de projetos de inovação da NEST, um dos braços ágeis na implementação da inovação do turismo em Portugal, que apresentou a sua organização. Esta promove a transição digital e a adoção da tecnologia e inovação nas pequenas e médias empresas e start-ups do mercado turístico, sempre com o foco na experiência do turista e sustentabilidade de destinos turísticos.

Em ambas as mesas houve um momento de debate, tendo sido dada a oportunidade ao público de levantar questões aos oradores convidados e, no intervalo, foi oferecido um coffee break a todos os participantes, o qual foi preparado e servido pelas colegas Andreia Costa e Sofia Cardoso do departamento de Restauração e Catering.

Este evento revelou-se de extrema importância e relevância, sobretudo junto da comunidade académica, uma vez que os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer, de perto, os atuais desafios e tendências no desenvolvimento de produtos turísticos, no atual contexto.

Autor

CI | CAMPUS 2

Partilhar